terça-feira, 17 de setembro de 2013

Análise: Olhanense 0-2 SPORTING (4ª Jornada)

O Sporting continua na senda das vitórias, e desta vez até pareceu uma vitória tranquila, mas na minha opinião foi talvez o jogo menos conseguido por parte dos leões no campeonato, esta temporada.

Leonardo Jardim fez duas alterações na equipa inicial, uma por opção, outra por necessidade. E apesar das mudanças não houve grandes alterações na estrutura e forma de jogar da equipa. Se com Rojo a equipa mostrou algumas fragilidades nos lances aéreos de bola parada, com Dier também fomos batidos duas ou três vezes nesses lances. Haverá aqui mais do que um problema individual, um problema colectivo na hora de defender esses lances, ou apenas (e porque não) mérito dos adversários.

Golos: Montero e André Martins

Patrício não teve muito trabalho nesta partida e naquele lance em que a bola foi à barra, estava batido, e terá sido o seu maior susto. Cédric fez mais uma excelente exibição e não será fácil a Piris ganhar o lugar ao português, e ao contrário dos defeitos que lhe são apontados, esteve até melhor a defender, do que a atacar nesta partida, e não foi pelo seu lado que a equipa de Olhão nos criou problemas. Aliás, ambas as alas defensivas, estiveram bem entregues, com Jefferson, embora um pouco mais retraído do que o habitual (também fruto da colocação de 2 homens de Olhão a impedir as subidas dos laterais leoninos). Também por esse motivo, foram muito menos as vezes que o Sporting conseguiu ir à linha de fundo cruzar, do que o habitual, embora tenham havido melhorias na 2ª parte.

Maurício continua com uma regularidade exibicional impressionante, e ao contrário do que deu a entender na pré-temporada em alguns jogos, é um central que comete poucas faltas e por isso mesmo não vê muitos cartões, devido ao seu bom sentido posicional em campo, o que compensa a sua falta de velocidade, embora não se trate de um central muito lento. Eric Dier rendeu Rojo e mais uma vez cumpriu com distinção a sua missão e aos poucos pode mesmo agarrar um lugar como titular desta equipa, pois qualidade não lhe falta. Continuo a achar que apesar de ser melhor nas alturas, não é tão forte como Rojo a sair a jogar. A titularidade do Argentino em detrimento do jovem Inglês, prende-se sobretudo com isso, bem como a sua experiência e o facto de ser um central esquerdino, o que facilita imenso os passes em profundidade para a ala esquerda, dando um maior equilíbrio ao sector defensivo leonino.

Martins estreou-se a marcar
Foi no meio campo do Sporting que residiu o principal problema, especialmente na 1ª parte, com este a não revelar a mesma dinâmica e intensidade dos últimos jogos. Apenas André Martins esteve em grande neste sector, pois não só marcou um golo, como esteve em bom plano ao longo dos 90 minutos de jogo. Adrien e William estiveram uns furos abaixo o que já fizeram este ano, embora tenham tido ainda assim prestações positivas (melhores na 2ª parte). Terá alguma coisa a ver com a paragem para as selecções?...

No ataque, Capel esteve muito activo (aliás como sempre), tendo sido alvo de entradas assassinas, nem todas punidas com os devidos cartões e as cores adequadas, mas enfim... não nos podemos queixar muito desta arbitragem, não só pelo golo off-side, como no seu todo, pois já vimos este árbitro fazer bem pior ao nosso clube... Wilson Eduardo foi um dos que não esteve tão bem neste jogo, pelo menos no capítulo ofensivo, embora tenha trabalhado imenso em prol da equipa, que é uma das razões porque tem sido titular indiscutível. Podia mesmo ter apontado um golo, não fosse aquela finalização de desastrada num remate de primeira em zona frontal à baliza.

Montero continua a resolver e a convencer, mesmo não tendo feito um jogo brilhante, muito por culpa do fraco rendimento ofensivo da equipa neste jogo. Sempre que foi chamado a intervir, criou sobressaltos à defensiva contrária, e podia mesmo ter marcado mais cedo naquele remate fantástico, de costas para a baliza que infelizmente passou ao lado. Aquilo que se destaca mais neste avançado, é o seu instinto e inteligência com que se movimenta no último terço do terreno de jogo. A sua classe e técnica fazem o resto.

Destaque também para a estreia de Vitor, que não terá vida fácil, se Adrien e Martins continuarem a exibir-se ao nível do que têm feito até aqui. Rinaudo e Carrillo também tiveram a oportunidade de jogar alguns minutos, e não tendo feito nada de relevante nesta partida, cumpriram e deram o seu contributo à equipa.

No geral, foi uma vitória bem conseguida, sem discussão, e com a aparente tranquilidade que caracterizam as vitórias dos grandes clubes, quando se deslocam ao terreno de adversários mais acessíveis.

Realmente, o nosso SPORTING ESTÁ DE VOLTA!!!

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Mercado fecha! Patrício e Capel já não saem! Excelente!


Mercado fechado em praticamente todo mundo, excepto apenas Turquia e Hungria, mas não me parece que Capel e Patrício venham a sair para qualquer um desses 2 países. Logo, é uma excelente notícia e podemos agora fazer uma melhor análise da real valia do plantel leonino.

Com as entradas de última hora de Piris (24 anos) e Vitor (29 anos), o plantel leonino não só ganha em mais qualidade, como também se equilibra em termos de experiência. Aumenta também a concorrência para lugares onde esta parecia não existir, pois Welder não tem mostrado quase nada, principalmente atitude, e se não tem jogado mais minutos é por culpa própria e claro, de Cédric que tem estado muito bem. As passagens do brasileiro pela equipa B, também não têm agradado a ninguém, e ainda bem que veio apenas por empréstimo. Acho até ridículo quando vejo alguns sportinguistas a pedir a substituição de Cédric, enfim... somos tão exigentes com os da casa, e tão pouco com os forasteiros...

Vitor era um velho desejo do Sporting e de Jardim, e se calhar só agora houve condições financeiras para avançar com o negócio. Foi para mim, claramente, o melhor jogador do Paços na temporada passada, sendo um médio polivalente, raçudo e com bons recursos técnicos, já para não falar do que pode acrescentar em experiência a esta jovem equipa leonina. Muito "bem jogado" por BC...

O Sporting fica assim com dois jogadores competentes para cada posição, podendo ainda contar com a polivalência de outros, como Rojo, Eric Dier ou Wilson, para ocupar várias posições no terreno de jogo. E qualquer problema com lesões ou castigos, temos uma "fonte de talento" na equipa B do Sporting.

Depois de tudo o que passámos na temporada passado, só nos podemos orgulhar do plantel que temos e do trabalho realizado pelos novos dirigentes e em especial Bruno de Carvalho.

PIRIS (ex-Roma) e Vitor (ex-Paços), também são reforços!

Surpreendentes aquisições no último fôlego do fecho de mercado por parte dos leões, que ganharam também maior margem negocial após as vendas de Bruma e Ilori.

A contratação de Vitor encaixa perfeitamente nas necessidades da equipa, quer em termos de experiência, quer termos de competitividade, pois Adrien não tinha grande concorrência para o seu lugar, visto que os jovens que estão na equipa B, parecem estar ainda um pouco "verdes", embora João Mário pudesse perfeitamente saltar a qualquer momento para a equipa principal, pois tem qualidade para isso.





Já o lateral direito Piris, não era previsível a sua contratação, e poderá querer dizer que Welder não convenceu Jardim e será recambiado para a B, até ver...

Ivan Piris tem 24 anos, é internacional pelo Paraguai e foi titular em 29 jogos pela Roma na temporada transacta, tendo passado também pelo São Paulo. Vem fazer concorrência a Cedric para a lateral direita.

Surpreendente fecho de mercado... por esta ninguém estava à espera!

SURPRESA!: SPORTING garante Vitor (ex-Paços)

A confirmar-se é uma excelente aquisição!!

Experiente médio pode dar muito jeito ao leão...
Imprensa nacional dá como certa a transferência, num esforço de última hora dos leões.

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

ÚLTIMA HORA: Sporting contrata Everton (ex-Corinthians)

Eh pá! O gajo é parecido com o Neymar...


O Jornal Record, avança que o Sporting inscreveu EVERTON LIMA GONÇALVES,  jogador de 19 anos, avançado que representou o Corinthians...

Fica o vídeo da "estrela":


Mais informações a qualquer momento... em actualização!!!


Análise: SPORTING 1-1 Benfica | Soube a pouco...

Deu-me um completo ataque de nervos, no momento em que o Sporting sofreu aquele golo infantil (apesar dos méritos de Markovic), pois o jogador poderia e deveria ter sido impedido de entrar na área, até porque Eric Dier que foi o último jogador passado antes do sérvio entrar na área, tinha acabado de entrar e poderia perfeitamente arriscar levar um cartão, fazendo ali uma falta. Rojo também não fica bem na fotografia, por estar mal posicionado nesse lance, fruto um pouco também da "tripla" alteração feita por Jardim, no reposicionamento da equipa em campo, com a entrada de Dier para central, Rojo a encostar à esquerda e Jefferson a subir no terreno. Isto tudo talvez para responder em parte à entrada de Cardozo em campo, mas também ao ascendente que se verificava naquela altura da equipa encarnada.

Mas enfim, apesar do resultado, o Sporting mostrou claramente que em Alvalade manda o Leão, sendo claramente superior ao Benfica na maior parte do tempo de jogo, tendo "abanado" um pouco durante os primeiros 20 minutos da 2ª parte e após o golo do empate, talvez também fruto da inexperiência de muitos dos nossos jogadores, que em condições normais teriam ganho este jogo facilmente. O Sporting perdeu uma excelente oportunidade para dar uma "machadada" no seu velho rival, provocando no "galinheiro" um autêntico vendaval e quem sabe, uma "chicotada psicológica"...

Não houve surpresas no onze inicial

Destaques individuais!

Jefferson fez a melhor exibição desde que chegou ao Sporting, e foi até para mim, o melhor jogador em campo na primeira parte. Não sei se aquela entrada "assassina" de Maxi fez moça no lateral leonino, mas o que é certo é que na 2ª parte ele foi desaparecendo do jogo e foi um pouco prejudicado com aquela alteração de Jardim, que só ele saberá as razões porque a fez.

Se Matic vale 50 Milhões, quanto valerá William Carvalho? É caso para perguntar...

William Carvalho não só "colocou Matic no bolso", como obrigou Jesus a colocar outro médio ao lado do Sérvio (ou não teria outra hipótese após a lesão de Enzo), para equilibrar a luta travada no meio-campo, dominado principalmente por Adrien e William, com Martins em grande na pressão sobre o homem da bola, no início da construção dos encarnados. A quebra física de Martins e Adrien, e a inexistência de uma pressão tão eficaz com na 1ª parte (compreensível), bem como as entradas de Ruben Amorim e Markovic em campo, vieram complicar um pouco as coisas, mas o que é certo é que o Sporting acabou o jogo novamente por cima do adversário e só uma grande defesa de Artur naquele livre marcado de forma inteligente por Montero, evitou o 2-1, que era o resultado merecido.

Montero já não deixa dúvidas a ninguém, se é que ainda as havia. A sua exibição nesta partida atingiu níveis de excelência, sendo um autêntico quebra-cabeças para os centrais do Benfica, que o travaram diversas vezes em falta (nomeadamente Garay que se safou de ver amarelo por duas vezes), mas que não conseguiram impedir aquela jogada de génio, combinando com André Martins (excelente exibição também), e aparecendo rapidamente nas costas de Luizão a fazer um golo de grande categoria a fazer lembrar... Lied'show!!

Em bom nível esteve também Patrício (como já é hábito), que mesmo não tendo muito trabalho, teve uma intervenção fantástica evitando golo na primeira ameaça de Markovic.

Em plano negativo, infelizmente, vou ter que colocar Carrillo, tantas foram as jogadas que o peruano "estragou" com muitas hesitações e más opções de passe, que comprometeram situações de possível perigo eminente para a baliza de Artur. Esteve demasiado tempo em campo, e na minha opinião ele é que deveria ter saído e não Wilson, que apesar de não estar muito em jogo, estava a ser importante no apoio aos laterais e na pressão que exercia sobre a defesa contrária. Capel deveria ter entrado logo ao intervalo.

Os restantes leões que participaram no jogo, estiveram em bom plano, não se destacando no jogo, mas estando bem na maioria das suas intervenções. Cédric esteve limitado nas subidas para o ataque, pois do seu lado apareceram sempre 1/2 jogadores que não lhe permitiram arriscar muito. Maurício e Rojo, formaram um boa dupla neste jogo e curiosamente o golo aparece no momento em que esta se desfez...
Defendi várias vezes a colocação de Rojo à esquerda, com Eric a central, mas penso que isto deve ser feito logo de início, e nunca a meio de um jogo, onde mexer no centro da defesa costuma dar mau resultado, devido ás marcações que se acertam ao longo do jogo, e que qualquer mexida, pode causar falhas momentâneas de marcação e/ou concentração, num sector nevrálgico de uma equipa.

Mas não quero com isto "crucificar" o treinador leonino, que conseguiu construir uma equipa relativamente sólida e competente, em muito pouco tempo e com muita juventude. Tiro-lhe o meu chapéu por isso, e só espero que se mantenha por muito tempo ao leme do nosso Sporting. As substituições muitas vezes são ingratas, e aquilo que se pretende que é melhorar o rendimento da equipa, por vezes corre mal e traz dissabores. Quem está lá dentro tem que tomar decisões, e umas vezes corre bem, outras corre mal...

Apesar de tudo, continuamos acima das expectativas, e o futuro só pode ser risonho.

sábado, 31 de agosto de 2013

Ante-visão: SPORTING vs Benfica


Este é o derby mais especial e um dos mais importantes do mundo do futebol, e para nós, claro, é o mais importante de todos. Casa cheia garantida, para um jogo que aparece num momento muito especial e delicado, principalmente para os encarnados, que para espanto de muitos e surpresa para outros, surgem nesta altura com o seu "favoritismo" completamente ameaçado.

Para o Sporting é importante ganhar, até para vincar bem uma posição em Alvalade e para colocar o seu adversário "predilecto" num situação ainda mais complicada, na luta pelo título, mas no caso das coisas não correrem bem para o nosso lado (lagarto,lagarto, lagarto...), porque isto é futebol e tudo pode acontecer durante um jogo, ninguém deverá entrar em depressão e só teremos que levantar a cabeça e prosseguir o nosso caminho.

Ora bem, eu apostaria no mesmo onze que tem vindo a jogar, apenas com uma alteração, Dier em vez de Jefferson, não por motivos de baixo rendimento do brasileiro, pelo contrário, mas pelo facto de saber que o adversário faz das bolas paradas e em especial de bolas aéreas (com Luizão e Matic, ou mesmo Cardozo...) ,uma das suas maiores armas, tendo o Sporting sofrido na pele alguns dissabores destes, nos últimos derby's, mas não só. 
Penso mesmo que se o Sporting controlar o espaço aéreo, bem como os jogadores mais fortes nas alas, não terá grandes dificuldades em vencer este jogo, desde que mantenha a mesma atitude e qualidade dos últimos jogos. Se o sector defensivo do Benfica for desde logo pressionado no início da partida, o Sporting poderá tirar bons proveitos disso e quem sabe marcar bem cedo e tranquilizar a equipa, para uma grande exibição.

Mas vamos ter que aguardar e esperar que o resultado seja fruto do rendimento de ambas as equipas, e que a equipa de arbitragem passe despercebida ao longo do jogo.

Até lá! E que o nosso Sporting saia vencedor!

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

As célebres claques leoninas estão de volta e unidas!

Fantástico e arrepiante!



Há muito que vinha dizendo que o ambiente no estádio durante os jogos era de verdadeiro tédio, com as claques a "abafarem-se" uma à outra, com rivalidades incompreensíveis entre elas, e muitas vezes perdendo-se em assobios e protestos contra a sua própria equipa, jogadores e dirigentes (se bem que ás vezes merecidos). Pelos vistos tudo mudou, com a brilhante ideia de juntar todas as claques na mesma bancada, alheado ao facto de muitas outras coisas terem também mudado no clube, e para muito melhor.

No próximo Sábado, vamos fazer com que o nosso maior rival se sinta também arrepiado e intimidado com o poder e a força de um clube que NUNCA VAI ACABAR!

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

O que acham do meu Logo animado!!




Sou um apaixonado e entusiasta pelo design gráfico, 2D e 3D, e estou disposto a colaborar com os diversos blogs/sites alusivos ao Sporting, desde claques, núcleos, movimentos, grupos, etc..., criando logótipos, pequenas Intros promocionais, desde que não violem quaisquer direitos de autor.

Farei de forma gratuita, desde que me apresentem propostas interessantes, e com o requisito obrigatório de ser alusivo ao nosso GRANDE SPORTING!

Fico a aguardar!!

e-mail para proposta: misterfx@live.com.pt

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Mais renovações e a rescisão de André Santos

André Santos a caminho de Guimarães...
Aqui está um jogador que prometeu muito, que deu nas vistas principalmente quando esteve emprestado ao União de Leiria, assumindo-se como patrão do meio-campo leiriense, tendo retornado naturalmente a casa, mas nunca se conseguiu impor como titular indiscutível, nem conseguiu alcançar os patamares que muitos de nós lhe vaticinávamos. O que terá falhado?

Quanto a mim, acho que André Santos é um bom jogador, excelente profissional, mas falta-lhe algo, principalmente em termos de intensidade e agressividade, e por vezes também fica a sensação de que lhe falta ambição, tendo-se acomodado aos bons contratos que foi fazendo (não sendo dos mais bem pagos, o que ganha/ganhou é ainda assim muito dinheiro para mais um jovem futebolista, que cedo viu a sua conta bancária bem recheada).

Segundo circula pela comunicação social, André Santos já rescindiu contrato com o Sporting e prepara-se para ingressar no Vitória de Guimarães, que penso ser o clube ideal para este jogador se afirmar e confirmar as suas qualidades. No Sporting dificilmente teria espaço, tendo em conta quer os jogadores que jogam a titulares na sua posição, quer os valores emergentes que se encontram na equipa B. Desejo-lhe toda a sorte do mundo na sua carreira, compreendo a posição dos responsáveis leoninos, pois o jogador estava em final de contrato e a ganhar um salário ainda assim chorudo. O Sporting não pode, nem conseguirá segurar nos seus quadros, todos os jogadores que saem aos "magotes", todos os anos da Academia, e é inevitável que alguns deles acabem mais tarde por "explodir" em outras paragens. E lá virão mais uma vez os críticos dizer que o Sporting não sabe aproveitar os seus jovens da formação... enfim!

Entretanto foram anunciadas mais renovações!

Surpresa ou talvez não...
Se André Santos está de saída, Salomão parece entrar nas contas do Leão. A minha dúvida é se será para ficar no plantel (A ou B), ou se será para emprestar novamente, ou então... Capel poderá estar mesmo de saída do Sporting. O que é certo, é que o extremo português renovou por mais 5 épocas, com uma cláusula de 45 milhões.

Mais um central que promete...
Tobias Figueiredo, foi mais uma das jovens promessas a renovar, e se lhe podemos augurar um excelente futuro, também temos que perceber que começa a haver "fartura" a mais para a posição de central, para o futuro curto/médio prazo. Se não veja-se:

Eric Dier, Tiago Ilori (ainda não renovou mas tem contrato até 2015), Ruben Semedo, Fokobo, Edelino Ié e ainda Nuno Reis... e há mais...

Realmente, melhor Academia não existe!


domingo, 25 de agosto de 2013

Tarde/Noite fantástica em Coimbra. Eu estive lá!

Saí de Coimbra com uma alma do tamanho do mundo...

Apesar do local onde me encontrava não favorecer muito a visão do jogo em si e da movimentação colectiva das equipas, não deixou de ser uma experiência fantástica e o recordar dos melhores tempos de um Sporting com alma de campeão, onde a comunhão entre adeptos e equipa de futebol é audível e visivelmente fantástica. O sorriso visível na cara de cada adepto(a), mesmo antes do jogo começar, é o sinal dos tempos que se vivem actualmente em Alvalade, impensável à poucos meses atrás. Coimbra foi literalmente "invadida" e "engolida" por uma onda verde e branca, como há muitos anos não via naquela cidade aqui no centro do país.

Apesar de os méritos disto tudo terem que ser distribuídos por todos os responsáveis, salta à vista de todos um nome que estou em querer irá ficar para sempre na história e no coração de todos nós:

BRUNO DE CARVALHO!



Mas vamos ao jogo e a mais esta goleada imposta pela nossa equipa:

Leonardo Jardim apresentou um onze sem surpresas, pois já seria previsível a troca de Magrão por André Martins, depois do fraco rendimento do brasileiro na 1ª jornada, e também não me fez a vontade de colocar Dier de início, e ainda bem... porque Rojo esteve impecável.

Rui Patrício, apanhou dois ou três sustos no início, fruto de cruzamentos efectuados pelos "estudantes", em que poderia ter sofrido golo, pois a Académica tentava explorar alguma fragilidade que pudesse existir no centro da defesa leonina, particularmente na zona de acção de Rojo, que como tenho dito, tem algumas dificuldades neste tipo de lances. De resto mostrou sempre atenção e segurança entre os postes.

Cédric e Jefferson, continuam a exibir-se com uma regularidade impressionante, aliando um bom posicionamento defensivo a um atrevimento ofensivo de registar, sendo que neste jogo, Jefferson tenha sido mais incisivo nas suas penetrações pelo flanco esquerdo, ganhando mesmo uma grande penalidade. E foi também pelo lado esquerdo que o Sporting mais vezes criou perigo, principalmente na 1ª parte, com Carrillo em muito bom plano.

Rojo já merecia um golo, pela raça que tem demonstrado
No centro da defesa Maurício fez mais uma exibição segura, usando processos simples, chutando para a frente  e para fora, quando tal se impõe e raramente dando espaços aos avançados contrários.
Rojo fez talvez a sua melhor exibição esta temporada, sempre muito atento na marcação, vencendo a maior parte dos duelos individuais e saindo depois muito bem no início da construção leonina. Para abrilhantar ainda mais a sua exibição, marcou um golo muito importante, quer para a equipa, quer para si próprio. Já perto do final, Jardim ensaiou, aquilo que poderá ser uma das hipóteses para o derby que aí vem, e que eu tenho vindo a insistir há algum tempo. Entrou Dier e Rojo foi-se encostar à esquerda da defesa. Esta pode ser uma boa solução para defrontar equipas com maior capacidade ofensiva, e com extremos muito rápidos, como é o caso dos encarnados. A ver vamos...

Começa a ser um hábito, mas é inevitável dizer que William Carvalho esteve mais uma vez em grande, e foi ele, juntamente com o transfigurado Adrien, que mandaram completamente no meio-campo, durante todo o tempo de jogo. A forma aparentemente fácil com que William desarma os adversários, e como se coloca no campo, aparecendo praticamente em todo o lado, tendo como braço direito uma autêntica "carraça" como Adrien que trabalha imenso na recuperação de bola, tendo ainda tempo para lançar algumas das muitas transições que resultam do seu trabalho defensivo, e ainda para ensinar muita gente, como se marca de forma exemplar uma grande penalidade. Com André Martins a dar uma dinâmica muito importante naquela zona e a contribuir decisivamente na pressão alta que o Sporting exerce sobre o adversário, o Sporting fica com um "miolo" fortíssimo, e olhem... são todos portugueses e por sinal formados na melhor Academia do mundo. E este é um dos principais motivos, para que os sócios e adeptos leoninos se sintam tão orgulhosos desta equipa.

Carrillo foi neste jogo o jogador mais desequilibrador da equipa, com incursões explosivas pelo corredor esquerdo, tendo as costas bem protegidas e o apoio de Jefferson. Pena que Carrillo tenha "desligado" completamente do jogo, a partir do momento que o jogo ficou decidido, e esse é o maior problema de Carrillo, o facto de "desligar" muitas vezes... apesar disso marcou um golo oportuno e foi decisivo nesta partida. Quanto a Wilson Eduardo, esteve mais uma vez em bom plano e merecia aquele golo, naquele lance em que rematou de primeira ao poste, muito semelhante a outro que rematou no 1º jogo em Alvalade no lado contrário e com o pé esquerdo... na 2ª parte apagou-se e foi naturalmente substituído por Capel, numa altura em que o Sporting já não queria muito daquele jogo. O espanhol também não trouxe nada de novo, apesar de ter entrado, como sempre, com vontade de fazer estragos, mas as coisas não lhe correram bem.

Fredy Montero foi um jogador muito importante, particularmente no trabalho que realizou com André Martins na zona central da defesa da Académica, que raramente conseguiu sair da pressão realizada por estes dois inteligentes jogadores. "Molhou a sopa" outra vez, de penálty, e irá com certeza manter-se no topo dos melhores marcadores, tendo mostrado ser um avançado de variados recursos. Já Slimani, fez a sua tão ansiada estreia, mas teve o "azar" de ter entrado um jogo que já estava completamente resolvido, havendo muitos jogadores leoninos que já não queriam nada com aquilo. Mostrou grande vontade de deixar a sua marca, mas não teve uma oportunidade para marcar. É um jogador completamente diferente, a todos os níveis, de Montero. Teremos que aguardar mais um tempo, para tirar conclusões acerca do valor do Argelino.

E assim, após mais esta goleada (e não foi contra o "fraquinho" Arouca), o Sporting reforça a liderança e tem já neste momento tantos golos como a temporada passada à 10ª Jornada... inacreditável!

sábado, 24 de agosto de 2013

Ante-visão: Académica vs SPORTING e ainda o Arouca...

Depois da magnífica tarde do passado Domingo, com Estádio bem composto, claques organizadas, bons golos e um bom jogo de futebol, o que todos esperam é que o Sporting confirme já amanhã o bom momento em que se encontra e que catapulte a equipa para uma época fantástica, sobretudo de entusiasmo e de harmonia entre o clube e os seus adeptos, e quem sabe com algumas surpresas lá para o final da temporada...

Não estou aqui a afirmar que o Sporting é candidato declarado ao título, pois o caminho será longo e espinhoso, mas a não ser que algo de muito mau e estranho aconteça, tenho a certeza que iremos ter uma época repleta de motivos para festejar, até porque para além do Campeonato há mais duas competições internas para disputar. Até mesmo uma simples conquista de um dos lugares no pódio, será motivo de grande orgulho, tendo em conta o que se passou nos últimos tempos no clube, antes da entrada de Bruno de Carvalho e seus pares.

Mas vamos analisar a equipa e as opções de Leonardo Jardim. Primeiro a defesa:

Mais um golo de Maurício
No jogo com o Arouca, e ao contrário das minhas expectativas, Jardim apresentou Rojo e Maurício como dupla de centrais (o que aliás era previsível), apesar de eu continuar a achar que Dier deveria jogar. Mas como não sou eu o treinador, L.J. saberá melhor do que eu as razões para tal decisão, que poderá estar relacionada com as características diferentes do argentino (melhor a sair a jogar, mais móvel), a sua própria experiência, mas também o facto de ser esquerdino, podendo descair para a lateral, permitindo ao Sporting jogar com apenas 3 defesas em determinados momentos do jogo, com o balanceamento ofensivo de Jefferson. No entanto penso que o Sporting fica a perder principalmente no jogo aéreo, pois é uma das pechas, a meu ver, de Rojo, bem como algumas quebras de concentração e "excessos" na agressividade, apesar de não lhe poder apontar nada em termos de atitude competitiva, tendo até feito uma boa exibição com o Arouca. Para mim Rojo seria mais útil a jogar a lateral esquerdo, consoante as ocasiões e o adversário. Cédric está de pedra e cal, e nem sequer compreendo como há sportinguistas que continuam a insistir na troca por Welder, que já se viu que tem ainda um longo caminho até estar definitivamente integrado no Sporting, pois parece-me um jogador alheado do jogo, sem agressividade em termos ofensivos, limitando-se ás tarefas defensivas. Maurício agarrou o seu lugar, e se continuar assim "certinho" a defender e a marcar um golito de vez em quando, será um caso sério esta temporada.

Para mim já é imprescindível
No "miolo", Jardim optou por Magrão em detrimento de André Martins, mas o brasileiro não conseguiu aproveitar a oportunidade, correu-lhe tudo mal, faltou-lhe intensidade e foi naturalmente substituído cedo pelo português e muito bem. Aliás, uma das características que gosto no treinador leonino, que não tem qualquer problema em mudar, e normalmente para melhor, quando as coisas não estão a funcionar.
William Carvalho está a tornar-se num caso muito sério, e só espero que consiga fazer uma temporada livre de lesões e castigos, até porque em termos disciplinares é um jogador exemplar, pois não precisa de fazer muitas faltas para desarmar os adversários, pois beneficia da sua excelente condição física e posicionamento em campo. Adrien é dos poucos "milionários" que estão a justificar o seu salário, com empenho e rendimento em campo, começando aos poucos a mostrar aquilo que todos esperam dele, e acho apenas que procura por vezes ser demasiado protagonista em alguns momentos, como na marcação de livres, quando se impõe um jogador mais eficaz neste tipo de bolas, particularmente nos que são descaídos para a direita, onde Jefferson deveria assumir o protagonismo. Por vezes Adrien também se esquece de ocupar alguns espaços em frente aos centrais nas horas de aperto junto da área leonina. André Martins entrou e o jogo do Sporting acelerou e ganhou outra dinâmica, e este é o melhor elogio que lhe poderia fazer. Acho no entanto que deveria ser mais atrevido, tentando mais vezes o remate de meia distância.

Fredy Montero foi o homem do jogo com 3 golos
No ataque, Montero mostrou que não só pode jogar sozinho na frente de ataque, como sabe jogar muito bem de costas para a baliza, cria muitas dificuldades aos centrais pela sua tremenda mobilidade, e parece estar sempre no sítio certo na hora de "empurrar" para a baliza. Onde é que eu já vi isto?
As dificuldades poderão surgir em situações em que o Sporting tenha que jogar de uma forma mais directa, mas para isso temos Slimani, embora ache que temos ainda que ver mais alguns jogos para tirar melhores conclusões, quer de Montero, quer de Slimani que se poderá estrear amanhã frente à Briosa.
Quanto aos extremos, embora Wilson seja um falso extremo, dá um equilíbrio à equipa e uma variedade de soluções, que não é possível jogando com dois extremos puros, como Carrillo e Capel, e a luta pela titularidade será entre estes dois últimos, se Wilson Eduardo continuar a jogar desta forma. Apesar de tudo, Capel fez mais nos minutos que jogou, do que Carrillo, que continua a "desaparecer" do jogo a espaços, sendo um jogador de repentismos, e que precisa ainda de crescer e termos tácticos. Gostava que Capel continuasse no Sporting após 31 de Agosto, pois é um jogador que além de dar tudo o que tem em campo, gosta do clube e tem características que podem ainda ser muito úteis aos leões.

Para o jogo de amanhã em Coimbra, eu escolheria este onze:


Embora ache que Leonardo Jardim continuará a apostar em Rojo, e que Magrão poderá voltar a ser titular, podendo LJ repetir mesmo o onze que utilizou frente à Fiorentina, com André Martins mais à direita, ficando o peruano no banco. Pode até mesmo surpreender dando a titularidade a Slimani, apostando num 4-4-2, embora ache pouco provável, mas que poderá mesmo acontecer no decorrer da partida.

Amanhã lá estarei no estádio a ver o jogo ao vivo, sentindo o cheiro relva, o pulsar dos jogadores e a vibração das claques. E QUE VENÇA O SPORTING!!



domingo, 18 de agosto de 2013

Entrar a golear com Montero a facturar!!!


E o Sporting já é primeiro após este jogo...

3 golos de Montero (o 3º é um hino ao futebol), 1 de Wilson (excelente exibição), mas foi Maurício a libertar a equipa, marcando o 1º golo após aquele tremendo "balde de água fria" do Arouca que acordou alguns "fantasmas" em Alvalade.

Desta vez sim, parece que o Sporting está mesmo de volta!

Análise mais detalhada mais tarde...


sábado, 17 de agosto de 2013

Antevisão: Sporting vs Arouca (Amanhã 15h45)




Será este o onze que está na cabeça de Leonardo Jardim?

Eu penso que sim, ainda mais tendo em conta que Slimani ainda não poderá jogar, para uma aposta clara num 4-4-2. Isso será possível se LJ resolver apostar no onze que iniciou o jogo com a Fiorentina, apenas com a alteração Rinaudo por Adrien e Rojo ou Eric, no lugar de Ruben Semedo.

E é precisamente no centro da defesa que reside a minha maior dúvida., pois Maurício deverá ser um dos titulares a julgar pelos jogos de pré-temporada, sendo que Rojo e Dier irão disputar o outro lugar de central. Eu colocaria Eric, pela sua capacidade de dominar o espaço aéreo, ao contrário de Rojo, que embora seja mais forte a sair a jogar, comete muitos erros defensivos e abusa um pouco da agressividade, sendo um dos alvos preferenciais dos nossos "amigos do apito".

Outras das minhas dúvidas está nas alas, existindo 3 fortes concorrentes para dois lugares, no caso de Jardim apostar num 4-3-3. Wilson e Capel neste caso levarão vantagem, mas Carrillo também pode avançar para o onze, embora eu ache que o peruano rende mais quando entra a meio do jogo.

E há ainda André Martins, que poderá entrar de início se a aposta for o sistema usado frente aos italianos de Florença. Já deu para perceber que entre Magrão e Martins, Jardim dará preferência ao brasileiro e o português apenas entrará nas contas do 4-3-3 se Adrien ou Wilson estiverem condicionados, lesionados ou castigados. O mesmo se aplica a Rinaudo.

Dito isto, não andarei muito longe do onze leonino para amanhã. Vamos aguardar...

Convocados:

Rui Patrício e Marcelo Boeck;

Welder, Maurício, Jefferson, Rojo, Eric Dier e Cédric;

André Martins, Magrão, Capel, William, Carrillo, Rinaudo, Adrien Silva, Chaby;

Montero, Wilson, Salim Cissé


terça-feira, 13 de agosto de 2013

Troféu 5 Violinos: Sporting 3 - Fiorentina 0

Perante uma equipa recheada de estrelas e muito bem reforçada para a nova época que se avizinha, o Sporting deu uma amostra cabal de como os "nomes" e os "estatutos" não ganham nada dentro de campo, se não houver empenho, organização e sobretudo atitude.

Leonardo Jardim, apoiado por uma direcção que trabalha 24 horas por dia, única e exclusivamente para servir os interesses do Sporting, estão a transformar este Sporting num caso muito sério e que já preocupa, e muito, os mais directos adversários, e particularmente o seu vizinho da 2ª Circular. Pois se em termos de plantel e estabilidade os do Norte estão ainda um patamar acima dos leões, o mesmo já não se passa com os nossos vizinhos, e se analisarmos friamente aquilo que são as primeiras e segundas escolhas de Jardim e Jesus, a somar à visível "confusão" lá para os lados do "Colombo", só temos que estar bastante optimistas. Assim os "meandros" do "sistema" não nos tramem outra vez...

E o treinador leonino surpreendeu, ao começar o jogo num 4-4-2 declarado, com Wilson e Montero a jogar lado a lado na frente de ataque, e com André Martins e Magrão (está a surpreender muita gente) encostados ás alas. Rinaudo e Carvalho ficaram com as despesas do meio-campo defensivo e Ruben Semedo (ui ui...) estreou-se e de que maneira ao lado de Maurício, que parece ter conquistado o seu lugar, juntamente com Cédric e Jefferson que deverão iniciar a época como titulares. Na baliza Patrício, pois claro.

Cuidado com ele...
Por vezes esta equipa e este sistema, fez lembrar o Sporting de José Peseiro... e quão jeito tinha dado a Peseiro ter um central com a velocidade de Ruben Semedo, que deixou a sua marca bem vincada neste jogo, pois ninguém ficou indiferente à sua capacidade física e velocidade estonteante, tendo mesmo marcado o 3º golo. Maurício, Rojo e Eric Dier que se cuidem...

Só o golo apontado por Fredy Montero logo aos 5 minutos de jogo, teria valido o preço do bilhete e é até espantoso como de um corpo tão franzino, possa sair tamanho remate espontâneo e explosivo, que surpreendeu tudo e todos, embora não seja o primeiro golo do género que o colombiano apontou na sua carreira, como podemos comprovar nos muitos vídeos que encontramos no youtube, com os golos deste excelente jogador.



Nota também para a estreia de Slimani, que entrou descomplexado e decidido a deixar a sua marca, e quase o conseguiu.

Fica-lhe bem o troféu!
Apenas a expulsão de Rui Patrício, veio ensombrar um pouco esta partida, e é mais uma prova que só poderemos contar connosco nesta longa e espinhosa caminhada, rumo ao lugar que este glorioso clube merece. A nós não nos vão dar nada...

No final desta pré-temporada, fica a sensação a todos os sportinguistas que estamos perante um Sporting totalmente diferente para melhor, daquilo que temos visto, principalmente após a saída de Paulo Bento. Já lá vão uns anos de sofrimento... Se não morasse tão longe do Estádio Alvalade XXI, não exitaria em comprar o bilhete de época, pois pelo menos no nosso estádio, tenho a certeza que vamos assistir a excelentes espectáculos de futebol de ataque.

Deixo aqui o resumo do jogo:


Estou bastante optimista!

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Islam SLIMANI é o novo nº 9?

O nº 9 está disponível ainda entre os dorsais leoninos, e o Algerino Slimani poderá ser o novo dono da mítica camisola, tantas vezes associadas aos "matadores", aqueles a quem se exigem golos.

Estava na posse de Wolfswinkel, e o holandês fez muito bom uso dela nos últimos dois anos, marcando muitos golos, mas ainda assim "mal amado" perante a ultra-exigente massa adepta leonina.

Não esperem deste jogador grandes atributos e pormenores técnicos de classe, mas sim grande poder de elevação e capacidade de luta dentro da área, faro para o golo e um também bom poder de cabeceamento. Características que fazem falta, consoante o tipo de jogo e o adversário que nos for aparecendo pela frente.

Ficam as imagens:

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Torneio do Guadiana: Sporting 2-3 West Ham

Ficou bem claro no jogo de ontem, que o Sporting não pode jogar com um meio-campo composto por 3 "meias-lecas", que embora tenham qualidade técnica, têm grandes dificuldades (como se viu) para se impor perante equipas que fazem do "músculo" a sua maior arma, e são várias em Portugal.


A insistência de Jesualdo na temporada anterior, em colocar Eric no meio-campo, tinha a ver com esse mesmo motivo. Rinaudo é muito combativo, cobre uma ampla área de terreno, mas tem grandes dificuldades para se impor perante médios de grande porte atlético, acabando por cometer demasiadas faltas, para não falar dos problemas que decorrem das bolas paradas, com a falta de "altura" na área leonina. Gosto do argentino, mas tem que jogar com alguém com maior porte físico ao seu lado, ou seja, para Rinaudo jogar a '6', teríamos que ter um '8' com maior capacidade para se impor no jogo físico/aéreo.

Compreende-se a preocupação de Jardim em reforçar a equipa com um jogador mais possante. Fala-se do Nigeriano Ogude... parece-me ser uma boa solução e barata.

Adrien continua em excelente forma, mas André Martins teve grande dificuldade neste jogo, não tendo espaço para por em prática o seu futebol, pois andou a ver a bola a passar-lhe por cima, em quase todo o tempo de jogo. Também me pareceu que este campo, para além da má qualidade do relvado, era demasiado curto, o que beneficiou o pressing e o jogo directo do adversário, mas será um situação que o Sporting poderá encontrar quando jogar fora para o campeonato. William Carvalho para já tem que ser titular, pois para além de dar essa capacidade física à equipa, é também importante na ajuda aos centrais. Teve aquela falha no 2º golo do adversário, mas quem não falha... Na parte final da partida assumiu um papel importante no "empurrar" do West Ham à procura do empate.

Quanto aos centrais, gostei bem mais da dupla Dier/Maurício, pois Rojo apesar de ter qualidade continua a deixar-se levar pela emoção e a desconcentrar-se em muitas alturas da partida. Talvez o Sporting beneficiasse mais com Rojo a lateral esquerdo, pois é onde este actua na selecção argentina, sendo titular numa das maiores selecções mundiais...

Quanto aos laterais, Welder deu boas indicações a defender (o Sporting também atacou pouco) e será uma boa alternativa para a lateral direita, e Evaldo pode ainda ser muito útil como alternativa a Jefferson, pois trata-se de um jogador muito experiente, no caso de não encontrarem colocação para este jogador. Eu optaria por dar uma oportunidade a Mica, ou pela colocação de Rojo à esquerda, principalmente frente a equipas como esta do West Ham e a jogar fora de Alvalade.

Montero continua a mostrar pormenores de classe, mas ficou claro neste jogo que tem grandes dificuldades para actuar sozinho no meio, perante centrais daquele calibre físico. Também não foi bem servido pelos seus companheiros porque os leões não tiveram "bola". Cissé tem evidentes limitações técnicas, compensando com luta e entrega ao jogo, mas parece-me que falta ali qualquer coisa...

Carrillo foi o melhor jogador do Sporting, aquele que mais entusiasmou os adeptos e criou os melhores lances da partida. Falta-lhe apenas dar aquele último toque, ou para os colegas ou para dentro da baliza. 

Magrão estreou-se mas não deu para ver quase nada, e Capel pareceu estar algo "preso" de movimentos, talvez devido ás cargas físicas de pré-temporada. Marcou a grande penalidade com competência.

Marcelo ainda me parece estar bem longe da qualidade de Rui Patrício, principalmente a sair dos postes, e acho que o 3º golo é muito mais da sua responsabilidade do que dos centrais. Ali ele tem que sair a punhos. É crucial a manutenção do internacional português, que a sair terá que ser por uma verba irrecusável.

Esta derrota pode ter vindo em boa altura, até para que não se caia no erro de pensar que já estamos em condições para lutar pelo título. Há ainda um longo caminho a percorrer e muita coisa ainda para resolver.

sábado, 3 de agosto de 2013

Imagens dos golos do jogo : Sporting B 3-3 Nacional

O Sporting tem neste momento duas equipas de futebol profissional, cujo nível não está muito distante uma da outra, e onde os valores vão crescendo como "cogumelos". Esta equipa que ontem defrontou à porta fechada o Nacional, contou com um misto de jogadores mais "experientes", que estão com um pé fora e outro dentro do(s) plantel(eis) leonino(s), para esta temporada, e alguns dos talentos imergentes e cujos nomes já nos habituámos a ouvir nos últimos anos em Alvalade, apesar da sua Juventude.

O golo de Iuri Medeiros (o 3º do Sporting) é um hino ao futebol, e foi uma espécie de "assinatura" do contrato que prolongou até 2019, inserido numa nova "onda" que se instalou em Alvalade e que desta vez parece mesmo ser uma realidade. Uma aposta clara e inequívoca nos talentos da casa.

Os restantes golos leoninos, foram apontados por André Santos e Betinho (continua com o pé quente).

Fica o vídeo (cortesia do canal youtube, CDNacional TV):

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Entristece-me a "burrice" de alguns "ditos" Sportinguistas!

Depois de tamanha revolução no seio do universo Leonino, desde o topo da pirâmide ao mais humilde dos funcionários, continuam a haver (chamemos-lhes pseudo-sportinguistas), ou então não passarão de "garotos" que não têm mais nada do que fazer, do que andar por essas redes sociais e lançar ainda mais "lenha para a fogueira" em alguns dos casos mais mediáticos da vida do nosso grandioso clube. É que nem sequer estão ao corrente da situação e de todos os factos, para tecerem os comentários e escrever as crónicas que escrevem, criticando quer os actuais dirigentes do clube, quer o(s) jogador(es), esquecendo-se que estes últimos são activos valiosos do clube.

Casos como Postiga, Djaló e Carriço, são exemplos de situações, em que foi a própria massa adepta do clube, pelo voz de apenas algumas centenas de adeptos (aqueles que estão sempre do contra), talvez uns poucos milhares, que criaram condições para que estes jogadores quisessem "fugir" dali para fora. E quem saiu pior nisto tudo? Foi o próprio clube, que ao querer "desfazer-se" de qualquer forma destes activos, acabou por praticamente "oferecer", com grandes prejuízos financeiros para o clube, no meio de alguma incompetência negocial, por parte da anterior direcção.

BRUMA é um valioso activo do Sporting, é um miúdo a quem lhe prometeram "mundos e fundos".


Quem sou eu para o criticar? Saberei as verdadeiras razões para que esteja nesta situação?
Não estará "comprometido", ou a ser vítima de chantagem por alguém?
Já alguém viu ou ouviu da boca do próprio declarações acerca da sua verdadeira intenção??


Se queremos "vender" a bom preço o nosso "produto", temos que saber valorizá-lo, ou pelo menos mostrar indiferença e discrição...

Parem de dar tiros nos pés!!

A força de um clube está na comunhão entre atletas, dirigentes e os seus sócios, adeptos e simpatizantes. É fácil atirar as culpas para cima dos outros, criticar e apontar o dedo. É certo que são os dirigentes que têm maior responsabilidade. Mas quem os elege? Será que muitos dos que criticam fariam melhor? Pois é... falar é fácil.

Ainda para mais, quando todos nós sabemos de que lado estão a maioria dos principais órgãos de comunicação social nacionais, que contaminam todos os dias, hora após hora, minuto a minuto, a opinião pública para descredibilizar esta GRANDIOSA INSTITUIÇÃO, que incomoda mesmo muita gente e que neste momento começa a dar sinais de grande vitalidade...

Há umas semanas não éramos candidatos a nada, se calhar nem ao 3º lugar, agora alguns já dizem: "Cuidado com este Sporting!" Mas... com que objectivo? Quem quererão atingir? 

Não acredito que verdadeiros sportinguistas pensem da forma como tenho ouvido e visto por aí nos últimos tempos. Saibam filtrar o que lêem e ouvem, analisem as fontes das notícias e depois então sim, comentem, mas perante factos concretos e não "fumo" enviado para o ar, pelos "pasquins" do costume.

Tenho dito! SL

terça-feira, 30 de julho de 2013

Ainda a apresentação... aspectos tácticos!

Em vários momentos de jogo, e o mesmo já se tinha verificado com os "B's" na Taça de Honra, o Sporting apareceu a pressionar alto o adversário, e parece-me que é uma característica que vai marcar a diferença entre o 4-3-3 (4-2-3-1 quando perde a bola) de Jardim e o de Jesualdo, que é muito mais baseado na contenção e na posse de bola, sem correr muitos riscos.

As dinâmicas ofensivas e os esquemas tácticos (bolas paradas), que Leonardo Jardim está a querer implementar, foram já visíveis neste jogo, com o Sporting a colocar muita gente em zonas de finalização, quer em contra-ataque, quer nas bolas paradas. Finalmente um treinador que dá importância clara aos esquemas tácticos, que muitas vezes são decisivos para a conquista de pontos, e o Sporting tem vários especialistas quer na colocação de bolas na área, quer na marcação de livres directos.

Esquemas tácticos ganham força em Alvalade

O primeiro golo nasce de um claro lance de "laboratório", com o Sporting a colocar 3 "torres" (Maurício, Eric e Cissé), em linha e bem junto da pequena área e mais 2 homens um pouco mais atrás. Sou apologista de que estes lances têm que ser muito bem trabalhados, pois são situações que muitas vezes desbloqueiam jogos e trazem vitórias mesmo nas alturas em que não se joga tão bem, e o Sporting tem descurado isto nos últimos anos.

domingo, 28 de julho de 2013

Boa apresentação e as diferenças são já notórias...


Jardim promete trabalho...
O espectáculo começou com o desfile de 19 (!), dos 22 jogadores que irão constituir o plantel principal, embora tudo isto seja muito relativo, porque haverá um grupo mais restrito de jogadores que andará entre a equipa A e a equipa B.

As ausências de Salomão e André Santos, quererão dizer alguma coisa, e naturalmente serão jogadores a sair por empréstimo, pois não acredito que se irão fixar na equipa B. Ilori estará numa situação contratual semelhante à de Bruma, embora sejam casos diferentes. Haverá alguma proposta em mãos para o jovem central português? Irá continuar na equipa B?

As presenças de Fokobo, Esgaio, João Mário, William Carvalho, Wilson Eduardo e Dier, indicam que serão apostas fortes de Jardim para esta temporada e terão presença regular nas convocatórias, podendo William e Dier, principalmente, agarrar desde já um lugar na equipa titular, depois das exibições desta noite.

Dos novos reforços...

Jefferson será para já o dono da Lateral esquerda, tendo feito uma exibição quanto baste neste jogo. Discordo dos que dizem que não tem dimensão para jogar num clube grande como o Sporting, pois é um jogador inteligente, tranquilo e que pode trazer a experiência que falta a alguns dos seus companheiros de sector. Neste jogo, até esteve melhor a defender, do que a atacar, contrariamente ao que lhe é apontado.

Maurício foi uma agradável surpresa, tendo sido a primeira vez que tive a oportunidade de o ver jogar com maior detalhe e atenção, marcou um golo, foi "mandão" na sua área de acção (tem que ter algum cuidado na impetuosidade com que aborda os lances), e revelou qualidades na marcação e no jogo aéreo. Juntamente com Dier, formou uma dupla quase intransponível nas alturas, dentro da área leonina, como há muito não via em Alvalade. Maurício é um defesa agressivo, com bom sentido posicional e pode surpreender muitos dos seus "detractores". Por vezes as mudanças de ares, fazem bem aos jogadores, e sendo ainda um jovem, Maurício pode ter no Sporting um início de uma brilhante carreira. A rever.

Cissé é um jovem de 20 anos, muito acarinhado dentro do grupo, que tem uma história que um dia destes irei abordar aqui no blog. Tem grande margem de progressão, mostrou qualidades ao serviço da Académica e esta pré-temporada já marcou 2 golos. Ontem não teve nenhuma ocasião de golo, mas mostrou ser combativo, ganhou várias bolas jogando de costas para a baliza, e pode ser um jogador importante naqueles jogos onde o Sporting precisa de jogar mais directo, e será necessário um jogador forte nos duelos e que ganhe os lançamentos longos para o ataque.

Montero apenas jogou 15 minutos, entrando no período menos bom dos leões, após uma série de substituições consecutivas e onde a Real Sociedad teve mais bola. Não deu para ver nada, excepto o à vontade e a classe com que se movimenta no terreno de jogo. Teve apenas alguns pormenores, como recepções e empenho na recuperação e posicionamento defensivo, ajudando a equipa. Muito pouco ainda...

Welder e Magrão ainda não estão em condições físicas para jogar. Surpresa, o facto de Magrão aparacer envergando a camisola nº 10, sinal de que Bruma poderá mesmo ter ultrapassado os limites da paciência dos responsáveis leoninos e não entrará nas contas do leão? A ver vamos...

Dos regressados...

William Carvalho foi aquele que melhor aproveitou esta pré-temporada para se afirmar no plantel principal do Sporting, e penso que depois disto, ganhou mesmo um lugar entre os titulares. Tem características que desde os tempos de Luís Vidigal (salvo as devidas diferenças) o Sporting não tinha. E falo da capacidade para "encher" todo o meio campo leonino, utilizando muito bem o seu porte físico para de impor nos duelos (pormenor que falta a Rinaudo), juntando a isso uma boa leitura de jogo e capacidade para dobrar os colegas na defensiva. Foi preponderante em muitos lances dentro da área, fazendo cortes limpos, sem cometer faltas e jogando de forma simples e eficaz. Um dos melhores neste jogo.

Wilson Eduardo parece, de uma vez por todas, ter convencido os responsáveis leoninos a ficar na equipa principal leonina. A renovação do seu contrato e a sua presença ontem na apresentação, provam isso mesmo. E mostrou-se empenhado durante todo o tempo de jogo que lhe foi proporcionado por Jardim, revelando alguns dos atributos que o destacaram por onde passou, velocidade e facilidade de cruzamento e remate, podendo actuar nas 3 posições da frente de ataque. Pode ser que com a presença do seu irmão mais novo, João Mário, ao seu lado, lhe traga outra motivação e o rendimento que prometeu em todo o seu percurso na Academia leonina.

Dos residentes...

Melhor em Campo
Adrien foi para mim o melhor jogador em campo, e formou com os seus companheiros de sector umbloco coeso e eficaz, sendo um verdadeiro líder e mostrando toda a qualidade que lhe é reconhecida e que teima em tornar pouco consistente e regular. O golo que marcou é um "hino ao futebol", e foi como que um disparo de raiva, e um pontapé nesta malfadada crise de resultados dos últimos anos. Talvez o novo treinador do Sporting, consiga retirar deste jogador, tudo de bom que ele tem. É um dos "mal amados" no seio leonino, um pouco também por culpa própria, e é também um dos mais bem pagos. Se jogar sempre ao nível com que se apresentou ontem, não terá dificuldade em ganhar o seu espaço no "onze" e justificará o elevado salário que aufere.



Em actualização...

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Mais renovações confirmadas. A casa vai ficando arrumada...


Depois de Esgaio, João Mário e Mica Pinto, hoje foram anunciadas as renovações de mais dois jovens leoninos, sendo que estes são já de uma "fornada" anterior e que têm agora um voto de confiança para se afirmarem de uma vez por todas no clube.

São eles: WILLIAM CARVALHO e WILSON EDUARDO

Todos renovaram por 5 épocas (até 2018) e ficam com cláusulas de 45 Milhões.

Clubes como o Braga e até mesmo os dois principais rivais, estão de olho nas "pérolas" leoninas e se o Sporting vacilar, eles caiem aqui como autênticos abutres. Daí o grande interesse em que este clube se "afunde" cada vez mais, para que possam deitar mão aos nossos "diamantes em bruto".

Eles falam, falam, mas no fundo temem a grandeza deste clube e tudo irão fazer para manter o Sporting na "lama". Cabe-nos a nós, unirmos forças, acabarmos com as críticas internas, apoiar todos os nossos jogadores, nem que sejam os maiores "flops" do planeta, pois para criticar já chegam os adeptos dos adversários. Dediquem-se a encontrar fraquezas nas equipas dos adversários e deixem trabalhar aqueles que escolhemos para dirigir os destinos do clube.

O SPORTING É NOSSO OUTRA VEZ! 

Só faltas tu BRUMA!! Cá te esperamos... Pensa bem!

Ou melhor, não penses. Assina logo por 5 épocas e... esquece lá isso!






Só aqui podes continuar uma história linda de um miúdo humilde, que cresceu como jogador na melhor Academia que o Mundo do futebol já viu e que um dia se tornou no melhor, entre os melhores.

Não sigas o exemplo de outros, que acabaram por se dar muito mal, ou que tiveram um sucesso efémero, e sendo sempre vistos como mercenários e traidores.

VOLTA PARA A TUA CASA MIÚDO!!!

Gerson Magrão já é jogador do Sporting



Já vi por aí pessoal a dizer que o homem é "velho", e que está em fase descendente da carreira... Enfim, quando aos 28 anos já se é velho... Lembram-se Beto Acosta? ou de André Cruz?, pois é, aos 30 e tal anos já estavam "acabados", mas o que é certo é que a sua experiência foi fundamental na conquista de um título que em Dezembro já parecia perdido. Aprendam a dar sempre o benefício da dúvida, e principalmente a uma direcção que já provou estar ali para dar de uma vez por todas, um novo rumo ao Sporting Clube de Portugal.

Se um jogador mal chega já está a ser apelidado de "flop"...

Que seja muito bem vindo ao Sporting e que mostre a toda a gente que estavam enganados a seu respeito, pois embora em fase descendente, pois é a lei natural da vida, pode ainda jogar mais 10 anos, assim encare a sua carreira com profissionalismo.

O facto de assinar apenas por uma época, com mais duas de opção, dá ao Sporting pelo menos o direito que avaliar o jogador neste primeiro ano e depois então exercer o direito de opção por mais duas épocas. Penso não termos nada a perder, custará seguramente menos ao Sporting ao final do ano, do que custou Schaars, e vem a "custo zero".


Até dói ver tanta qualidade e não haver espaço para todos!

Quem dera a muitas equipas da 1ª Liga terem um plantel como o do Sporting B

Todos temos que perceber que um clube que forma tantos jogadores de qualidade, mais tarde ou mais cedo vai perder alguns para outros clubes, e até para aqueles que não desejaríamos. É inevitável, pois não há espaço para todos, nem será possível manter tantos jogadores com contratos de 5 anos, distribuídos pela equipa B ou emprestados por esse Portugal e Europa fora, durante muito tempo.

Mais tarde ou mais cedo, alguns destes jovens irão "explodir" em outras paragens e lá virão as más línguas dizer que o clube não sabe aproveitar a formação. Em alguns casos terão razão, mas em muitos outros o Sporting não poderá mesmo fazer nada contra a vontade dos jogadores em jogar ao mais alto nível.

Há algum tempo escrevi aqui no blog que o Sporting tinha uma "Mina de Ouro", e realmente desde o início dos anos 90, com a "geração de ouro" de Figo, Peixe, Paulo Torres, Nelson, Capucho e muitos outros, que não via tantos jogadores com tanto potencial na formação do Sporting, e a sair em "catadupa". São vários os que poderão atingir o "estrelato" e muitos que com toda a certeza irão estar entre os melhores da 1ª Liga portuguesa, para bem do futebol português e da selecção nacional.

O que seria da Selecção Portuguesa no presente e no futuro sem a Academia leonina?

Compreendo perfeitamente algumas das aquisições que foram feitas até agora por esta direcção, para elevar um pouco a experiência deste jovem plantel leonino, embora não perceba que se contrate um jogador como Orlando Sá, quando temos jovens de valor igual ou superior como Rubio e Betinho, que podem perfeitamente servir de "apoio" ao mais que provável titular: Fredy Montero. A vir outro avançado, que seja claramente uma mais valia, e até acho que era necessário um avançado fisicamente forte e bom no jogo aéreo, embora perceba que não seja fácil encontrar um a preço acessível, pois é o que todos andam à procura normalmente. Se vier sem custos para o clube, não será mau negócio, mas poderá fechar uma "janela" de oportunidade para mais um jovem leão.

Enfim, muita coisa ainda pode acontecer, e podem já haver saídas previstas de alguns jogadores devido aos salários elevados que auferem, como já referi anteriormente. Viola, Jeffren, Boulahrouz, Pranjic e até mesmo Rojo e Labyad, são problemas para o Sporting, devido precisamente ao seu elevado vencimento e poderão mesmo sair de Alvalade até 31 de Agosto. E há ainda Patrício...

Penso no entanto estarem reunidas as condições para uma época bem diferente da anterior, com muito mais atitude, competência e acima de tudo vitórias.



Welder ou "Weldinho", já foi apresentado!


Confirmaram-se os rumores que apontavam este jogador aos leões. Vem por empréstimo do Palmeiras, com opção de compra no final da presente temporada.

Virá colmatar principalmente a saída e Miguel Lopes, sem que o Sporting perca, na minha opinião, em qualidade, e com a vantagem de ficar muito mais barato em termos salariais.

Alguns sportinguistas ainda não perceberam que alguns dos bons jogadores do Sporting que sairam ou virão a sair, prende-se sobretudo com os elevados salários que auferem, mas o clube tem que contratar outros, para ocupar essas vagas, de jogadores mais experientes como o Miguel, mas também o Schaars. Magrão virá provavelmente para ocupar a vaga deixada pelo holandês.

Welder da Silva Marçal ou "Weldinho" como é conhecido no Brasil, é um lateral rápido, mais forte a atacar do que a defender, tem 22 anos e pode encontrar aqui no Sporting as condições ideais para se afirmar no futebol europeu. Que se cuide Cédric, pois terá concorrência à altura.

Época 2017-2018 | Jogo de Apresentação

Depois do Estágio na Suíça, onde as coisas correram dentro daquilo que é normal nesta altura, embora hajam sempre adeptos mais impacientes ...